Porta do Sol

Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência

Para contribuir com este projeto clique aqui

Brasil

Copyright © 2015 Porta do Sol - Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência.

 

Todos os direitos reservados.

 

O conteúdo deste site tem seus direitos reservados e protegidos pela lei nº 9.610/88 (lei de direitos autorais). Não é permitida a modificação ou a reprodução total ou parcial por quaisquer meios sem autorização prévia e formal do Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência Porta do Sol

CARTA A UM CAMINHANTE PERDIDO

 

 

É véspera do "dia fora do tempo".

 

Acordei bem cedo, ao meditar, senti uma intensa vontade de escrever uma carta a alguém que deve estar muito sozinho. Embora esteja junto, está se auto-isolando.

 

Devo confessar que cheguei a sentir, mesmo à distância, a sua angústia doer no peito. Sei como é, ou sai dessa ou morre nessa. Consigo ouvir “me ajude”, bem longe, vindo da alma. A forma de lhe dizer que ouvi é arriscar-me a escrever para todo mundo na esperança de que leia.

 

A carta:

 

Caro amigo, estamos em 2017. Se, por uma graça divina, está lendo estas linhas é bem provável que esteja numa busca espiritual incansável. Perdido de si, enganado, desiludido de tantos desvios, encontra-se esgotado, quase sem forças para continuar.

 

Teme se iludir de novo, desconfia e testa tudo e todos. Mesmo quando encontra os seus pares, desconfia de que eles não sejam quem são. Quer provas e mais provas. Aí você os provoca de todas as formas, se faz de coitado, de bobo, de necessitado, de ignorante, de esperto e sabe Deus quantas coisas mais irá fazer para verificar mais uma vez se está no caminho certo com as pessoas certas, mais saudoso do tempo que foi feliz um dia.

 

Quando vejo isso acontecer, sinto uma enorme compaixão pois sei que esta é a forma de dizer que sofre, que sofreu muito. São como feridas expostas. Saiba que é difícil refazer o que nos custou tanto para fazer. Os sinais foram deixados para isto mesmo, para poder ser refeito a qualquer instante.

 

Não tema os monstros inconscientes que ficam perambulando por aí, eles não são nada, apenas monstros criados por alguma mente imaginativa. Quem sabe até por você mesmo? Não tema as suas próprias criações, se as criou e as colocou no mundo somente você pode acabar com isso quando quiser. São coisas que o fazem distrair-se na vida. Entenda que todas as vezes que pedir ajuda, terá ajuda.

 

Basta pedir.

Nenhum filho da Luz ficou desamparado, nunca ninguém ficou sem ter o que precisa. Se se perdeu foi porque quis e a sua vontade foi respeitada. Você tem o direito de experimentar todas as possibilidades da vida e de aprender consigo mesmo. O Caminho é reto, caso tenha se perdido é porque se distraiu na vida, entre tantas coisas que o planeta Terra oferece. Pare. Volte atrás e comece tudo de novo.

 

Ao refazer a jornada, reconhecerá em que ponto se desviou. Todos nós sabemos quando nos desviamos do Caminho, todos sabem muito bem como devem fazer para retornar, acontece que às vezes o iniciado está tão distante de seus objetivos que demora muito para acertar o passo outra vez.

 

Basta pedir mentalmente com fé que um outro iniciado surge e o ajudará. Talvez não encontre mais a sua turma original pois eles continuaram andando, mas encontrará aqueles que estão igualmente refazendo também, estão se recuperando dos maus tratos, dos desvios. Um pouco esquecidos de si, tentam lembrar-se, assim como você, estão cansados e tristes.

 

Não se abale.

Todos, igualmente, se recuperarão e retomarão o Caminho, com firmeza, dispostos a não mais perder tempo com bobagens inúteis vindas do ego, que só deseja tudo para si, poder e mais poder.

 

Tenha paciência em ouvir as instruções de novo. Fique calmo, ainda bem que pode ouvi-las e ajudar no que for necessário, afinal já têm experiência, acumulou a sabedoria daqueles que aprendem pela dor e pelo sofrimento, pelo método do certo e do erro. É válido, dói, é verdade, mas é válido. Não se deixe levar pelo desânimo de quem já andou o Caminho, foi, voltou e foi de novo.

 

Afine, perceba que está refazendo a jornada nessa vida porque em algum ponto se desviou, e cuidado para não acontecer de novo e ter que retornar. Siga as instruções, os sinais certos, vá devagar, seja cuidadoso, não se iluda com atalhos, com facilidades aparentes, com ajudas enganadoras e dificuldades aparentes, são empecilhos ilusórios.

 

Tome o seu cajado, tome o manto (mesmo que o tenha queimado) vista-se mentalmente, e retome a Caminhar.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload