Porta do Sol

Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência

Para contribuir com este projeto clique aqui

Brasil

Copyright © 2015 Porta do Sol - Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência.

 

Todos os direitos reservados.

 

O conteúdo deste site tem seus direitos reservados e protegidos pela lei nº 9.610/88 (lei de direitos autorais). Não é permitida a modificação ou a reprodução total ou parcial por quaisquer meios sem autorização prévia e formal do Centro de Estudos Xamânicos de Expansão da Consciência Porta do Sol

CANTOS SAGRADOS

 

 

Os cantos sagrados são o carisma de cada grupo/igreja daimista, sejam as chamadas de origem indígena ou o hinário, como o Mestre Irineu chamou o conjunto de cantos entoados nos Trabalhos de Ayahuasca.

 

Na medicina tradicional dos nativos brasileiros, os cantos, chamadas e ícaros têm papel fundamental na transmissão dos ensinamentos espirituais. Todas as culturas trazem sua voz ao mundo por meio do bálsamo de cura que é o canto. Por meio da música, do canto e do contar histórias, as sociedades praticam a permanência dentro de seus espaços sagrados.

 

Algumas tradições afirmam que uma das formas de se manter ligado ao Grande Espírito é cantar pela sua vida. Na África, diz-se que "se puder falar, pode cantar; se puder andar, pode dançar". Os grupos sociais da Oceania acreditam que se quiser saber como falar a verdade, deve começar a cantar. Essas sociedades antigas há muito entenderam que “cantar é um recurso de cura" (ARRIEN, Angeles, 1997:70).  

 

Na Porta do Sol, os hinos apontam a direção espiritual dos Trabalhos, indicando o tipo de Trabalho que está sendo feito pelo grupo.

 

Os hinos da Porta funcionam como condutores ou guias nos Trabalhos em que se comunga o sacramento da floresta, portanto, o hinário cantado é de uma importância infinita. Os hinos são recebidos do plano astral por Ana Vitória. Temos dois hinários: o dos Trabalhos de Lua e o dos Trabalhos de Intercessão. Em datas especiais, além desses hinários, cantamos o hinário do Mestre Irineu e os hinos conhecidos como Diversões do Mestre Irineu.

 

Nas Rodas de Capoeira, entoamos cantos e chamadas recebidas por Ana Vitoria e pelos membros da Porta do Sol. Nos feitios do sacramento, também os hinos recebidos pelos membros são cantados, mas não chegam a constituir um hinário, apenas um "livro musical de folhas soltas". Nos Trabalhos, todos os participantes cantam juntos e os hinos são puxados por uma banda, sob a direção do dirigente espiritual. Os instrumentos mais usados são o maracá, o tambor, a flauta, o teclado e o violão. Os dirigentes usam a harpa.

 

Os hinos de todos os grupos e igrejas formam a grande "biblioteca espiritual" de grande valor cultural e de extrema importância para as gerações futuras que saberão através destes escritos como e quais forças atuaram na virada da Era de Peixes para a Era de Aquário, apontando o caminho espiritual dos seres humanos no futuro.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload